Americana e canadense apresentam palestra sobre parto humanizado

domingo, 5 de dezembro de 2010 as 11:20

No dia 2 de dezembro, o Hospital Sofia Feldman recebeu representantes da organização não-governamental International MotherBaby Childbirth Organization – IMBCO (Organização Internacional para o Nascimento Mãe-Bebê), a americana, Debra Pascali, e a canadense, Hélène Vadeboncouer, para a apresentação dos 10 Passos para a Otimização dos Serviços de Maternidade Mãe-bebê. Na palestra foram apresentados alguns poucos hospitais do mundo escolhidos para servirem de sítio de observação para a Iniciativa Internacional para o Nascimento Mãe-bebê (IMBCI). O Sofia foi um dos escolhidos por ser um hospital público com um grande número de partos ao ano e possuidor de um amplo trabalho na assistência humanizada ao parto e nascimento. Debra fez questão de salientar o quanto o trabalho realizado no Sofia é importante para a Iniciativa. “O Sofia deve servir de exemplo para o resto do mundo”, ressalta.

As pesquisadoras buscam ainda a criação de uma rede de trocas de experiências que permitam a divulgação das ações de humanização do parto. Sendo também o Sofia um dos escolhidos como hospital responsável na produção de dados e de material a cerca do parto humanizado. Para isso, irá passar por uma auto-avaliação criada para quantificar o sucesso do parto humanizado na instituição, e através desses dados compartilhar com a rede mundial de hospitais [que está sendo montada] os sucessos e fracassos das estratégias implementadas.

É certo que muitas das medidas a serem adotadas a fim de se ter sucesso na humanização do parto e nascimento já são usadas e amplamente divulgadas pelo Sofia, o que levou Debra citá-lo como padrão Ouro. Mas, Hélène lembra que a impressão de sucesso no parto humanizado não garante o sucesso real, por isso essa avaliação com 28 variáveis foi desenvolvida para mostrar se o sucesso é real por meio de dados concretos sobre as ações. Elas lembram que essa avaliação realizada pelas próprias instituições não tem números desejados, a vontade é montar um banco de dados que alimente outras instituições.

A partir das pesquisas, acredita-se que seja possível a identificação de quais passos são mais fortes em qual instituição, para assim determinarem as medidas que garantam o sucesso de cada passo. Identificando as razões do sucesso pode-se divulgar para a comunidade de saúde as práticas e medidas adotadas pela instituição modelo, possibilitando que sejam aplicadas em outros locais.

As profissionais se mostraram maravilhadas com as medidas adotadas pelo Sofia e acreditam na possibilidade de sucesso da parceria e no hospital como um grande fomentador e repetidor da filosofia do parto humanizado, garantindo felicidade para mãe e bebê antes, durante e após o parto.

Saiba mais sobre a IMBCO.