23 anos de voluntariado

segunda-feira, 4 de setembro de 2017 as 12:27

“Um abraço dado de bom coração, é sempre bem-vindo, o abraço do irmão” … com esta cantiga e muitas trocas de abraços, a diretoria da Associação Comunitária de Amigos e Usuários do Hospital Sofia Feldman – ACAU/HSF comemorou, dia 25 de agosto, 23 anos de atuação e parceria com a instituição, em projetos de voluntariado. As voluntárias receberam um certificado em agradecimento pelo trabalho realizado. As crianças da Creche José de Souza Sobrinho fecharam com uma apresentação de balé as festividades.

A Associação Comunitária de Amigos e Usuários do Hospital Sofia Feldman – ACAU-HSF é responsável por ações de voluntariado na Instituição: Amigas da Família, Educadores da Higienização das Mãos, Ouvidoria e Bazar. As doulas comunitárias, que anteriormente eram voluntárias da Associação, hoje, atuam como profissionais da instituição.

Era um sonho

“Acompanhei o lançamento da pedra fundamental, depois foram os primeiros tijolos e a obra foi crescendo. Para nós da comunidade era uma maravilha, um projeto imenso para um bairro tão humilde, era um sonho!” Lembrou a vice-presidenta da Fundação de Assistência Integral à Saúde – FAIS, mantenedora do Hospital Sofia Feldman, Marjove Soares, então diretora da Escola Estadual Francisca Malheiros, localizada nas imediações. Recordou aqueles primeiros dias, quando as crianças eram sempre atendidas pelo Hospital ou os profissionais iam à escola falar sobre os métodos contraceptivos com os alunos.

Marjove também falou do nascimento da ACAU/HSF. “Vivenciei e acompanhei o fazer dos voluntários dentro e fora da Instituição. Antes do problema chegar, eles já estavam trabalhando para resolvê-lo lá fora. Eu, que pude acompanhar e observar este trabalho, só posso dizer uma coisa: que Deus continue abençoando vocês e Nossa Senhora coloque as graças no trabalho e na família de cada um”.

A mesa de abertura foi composta, quase em sua totalidade, por mulheres: Marjove Soares, vice-presidenta da Fundação de Assistência Integral à Saúde – FAIS, mantenedora do Hospital, Evelina Pereira, presidenta da ACAU/HSF, Mônica Martins, presidenta do Conselho Local de Saúde, a ouvidora voluntária da ACAU-HSF, Jennifer Cruz, a 1ª secretária do Conselho Municipal de Saúde, Carla de Carvalho, a  presidenta do Conselho Distrital Noroeste, Valéria Nascimento, a doula comunitária, Maria Mazarello e Rodrigo Azevedo, presidente do Conselho Distrital Norte de Belo Horizonte.

Sofia, uma experiência exitosa

A presidenta da ACAU/HSF, Evelina Pereira, deu as boas-vindas a todas e todos. Maria Lúcia Rodrigues, 1ª Secretária da ACAU/HSF,  agradeceu aos voluntários pela dedicação e disposição para estarem no Sofia 24 horas por dia, todos os dias.

Em seguida, foi exibido o episódio sobre o Sofia, do Programa ‘Como Será?’, da Rede Globo. A emissora está apresentando uma série intitulada “SOS SUS”, sobre as experiências exitosas no Sistema Único de Saúde- SUS. O terceiro episódio foi sobre a assistência oferecida pelo Sofia. A equipe de filmagem ficou no Hospital durante uma semana.  A reportagem conseguiu resumir, em um pouco menos de 20 minutos, todo o fazer da instituição.

Gratificante

A ouvidora voluntária da ACAU/HSF, Jennifer Cruz, agradeceu a oportunidade de ajudar às mulheres e famílias atendidas no Sofia.  “É uma honra ser ouvidora no Sofia e representar todas vocês, ouvidoras. Estou aqui todas as sextas-feiras à disposição das mulheres que queiram conhecer a maternidade”.

Maria Mazarello, 82 anos, está há mais de 20 como doula no Sofia Feldman. “Nós, mulheres da comunidade, nos juntamos para ajudar voluntariamente. Agradeço o acolhimento, na época fui em diversas instituições para ser voluntária e o único hospital que me recebeu de braços abertos foi o Sofia. É muito gratificante, recebo muitos abraços, que me preenchem.”

Sou ACAU/HSF

Parceiro da ACAU/HSF, o Conselho Local de Saúde também esteve presente.  Mônica Martins, presidenta da mesa diretora, disse da importância das voluntárias e dos voluntários no serviço de saúde. “São pessoas abnegadas, que renunciam a momentos em família ou com amigos para estarem presentes na Instituição e o fazem por amor.” Para ela, o Sofia faz a diferença e o motivo é a forma como foi construído. “A pedra fundamental foi essa construção, um lugar de vida, que na crise viu uma oportunidade. Eu também sou ACAU, eu também sou Sofia”, declarou.

Valéria Nascimento, presidenta do Conselho Distrital Noroeste, agradeceu o trabalho que o Sofia tem feito pelas mulheres.  Rodrigo Azevedo, presidente do Conselho Distrital Norte, considerou “um privilégio ter o Sofia nesta regional e também uma grande responsabilidade.”

O Conselho Municipal de Saúde se declarou satisfeito e prometeu reforçar o apoio à ACAU/HSF.  A 1ª secretária do Conselho Municipal de Saúde, Carla Carvalho, disse que o Conselho tem prazer em apoiar a maternidade [Hospital] e a Associação e desejou “que a gestão da primeira mulher seja vitoriosa e reforce nosso Sistema Único de Saúde”.

Ações de voluntariado

As ‘Amigas da Família’ auxiliam a mãe que está no Espaço de Sofias e na Unidade de Cuidado Intermediário – UCI. Dalva Maria é voluntária há 16 anos e contou como começou a se dedicar a este trabalho: “Minha filha chegou ao Hospital com a pressão muito alta e foi salva, primeiro por Deus e depois graças ao Sofia. Isso me motivou a fazer o trabalho voluntário”.

Orientar as usuárias e os usuários sobre a maneira correta de higienizar as mãos para controlar infecções é o trabalho feito pelos Educadores do Controle de Infecção, coordenado pela voluntária Vilma Pacheco. “Estou há 12 anos aqui e fico agradecida por esta oportunidade. É um trabalho que amo fazer. Estamos no Sofia todos os dias, de 7 às 19h, fazendo tudo com muito carinho”.

As ouvidoras atuam no Hospital de segunda a sábado, de 7 às 19 horas, acompanhando os visitantes que desejam conhecer a Instituição, fazendo a escuta dos familiares da puérpera na reunião de acompanhantes, que acontece todos os dias de segunda a sexta-feira, além de realizar a pesquisa de satisfação dos usuários.

A associação realiza, também todos os meses, “Bazar da ACAU’, em frente à sua sede, nas datas previamente divulgadas. Todo o valor arrecadado é doado ao Hospital Sofia Feldman.

[gallery]