A Linha de Ensino e Pesquisa

A Linha de Ensino e Pesquisa (LEP) foi criada no momento em que o Hospital passava por uma reestruturação de seu modelo de gestão que teve como referência a Linha de Produção do Cuidado, conforme modelo preconizado por Cecílio e Merhy (2003). A partir da realização do Planejamento Estratégico em 2003, as linhas ficaram definidas, como: Cuidado Perinatal; Políticas Institucionais/Organizacionais; Apoio Técnico; Apoio Administrativo; Apoio ao Trabalhador e Linha de Ensino e Pesquisa (LEP).

As ações de ensino e pesquisa fazem parte dos compromissos da Fundação de Assistência Integral à Saúde (FAIS/HSF), desde sua criação, estando explicitadas em seu Estatuto (FAIS, 2009). Assim, a LEP é criada com o propósito de perpassar todas as outras linhas e instâncias cuidadoras do Hospital, buscando, não só sistematizar as ações já existentes, mas principalmente, avançar em novas ações e estratégias que pudessem subsidiar as mudanças desejadas, com implicações positivas na qualidade do cuidado à clientela.

Ao longo dos anos, as ações da LEP têm sido mais intensamente voltadas para a formação de especialistas para atuarem na atenção à mulher e ao recém-nascido, junto a reconhecidas Instituições de Ensino parceiras. Em julho de 2020, o HSF contabiliza 745 profissionais especialistas (planilha em anexo), oriundos dos 4 programas formativos oferecidos pela Instituição, desde 1998: Especializações e Residências em Enfermagem Obstétrica, Médica em Ginecologia e Obstetrícia, Médica em Neonatologia e Multiprofissional em Neonatologia.

Além dos programas de formação uni e multiprofissionais, capacitou 140 profissionais de países africanos de língua portuguesa e da América Latina, de 2010 a 2019, por meio da parceria com a JICA – Agencia japonesa de Cooperação Internacional e ABC/MRE- Agencia Brasileira de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores.

Outro destaque é o investimento da Instituição na formação stricto sensu de seus trabalhadores, oferecendo incentivos como abono de carga horária e incentivo financeiro pela titulação. Neste ano (julho 2020), o HSF conta com 20 profissionais com titulação de pós doutor, doutor e mestre e 8 cursando doutorado e mestrado.

Considera-se que as ações de ensino se encontram consolidadas na Instituição. No que concerne à pesquisa, constata-se que, apesar da finalização anual de número considerável de estudos decorrentes dos Trabalhos de Conclusão de Curso; da existência de um Comitê de Ética em Pesquisa (CEP/HSF) ativo, dentre outras iniciativas, o momento exige maior investimento institucional nestas ações.


 Telefone: (31) 98540-4982

 

MERHY, E.E.; CECÍLIO, L.C.O. A integralidade do cuidado como eixo da gestão hospitalar. In. Pinheiro, Roseni; Mattos, Ruben Araujo de. Construção da integralidade: cotidiano, saberes e práticas em saúde. Rio de Janeiro, IMS ABRASCO, 2003. p.197-210, ilus.