Despedida Henry

Despedida Henry

Despedida Henry

Agora foi a vez de todos do Sofia se despedirem do pequeno Henry Gabriel. Ele nasceu no dia 12 de junho deste ano, e desde então, ele e a família fizeram do Sofia Feldman a sua moradia. Isso porque o garotinho nasceu com Atresia Intestinal tipo IV, uma doença congênita que que causa falência intestinal.


A doença provoca uma má formação do intestino que perde a capacidade de absorção de nutrientes dificultando a digestão. Em razão da condição, a alimentação do paciente deve ser realizada por meio de sonda.


A Dra. Raquel Lima, coordenadora da Neonatologia do Sofia Feldman, explicou que apesar dos cuidados se iniciarem assim que é constatada a doença existem centros especializados no tratamento de casos como o dele, um localizado em São Paulo e o outro no Rio Grande do Sul. E foi justamente para um desses centros que Henry foi transferido. Foram 6 meses de espera por essa vaga que trará muitos benefícios pro garotinho.A médica afirma que: "Esses hospitais são centros de referência onde ele irá receber um tratamento mais adequado [...] ele vai receber um conjunto de cuidados clínicos ou cirúrgicos" ela ainda completa que o prognóstico dele é bom.


Essa vaga é resultado de um esforço conjunto da neonatologia, do serviço social e da direção do Hospital Sofia Feldman. Que além de requisitar a transferência do Henry, ainda precisou de providenciar junto ao estado transporte aéreo para ele.


A Karen Silva, mãe do Henry, fez questão de deixar o seu agradecimento. “Gratidão a toda equipe por todo o cuidado e o carinho conosco! Já estamos com saudades.”


Hoje o pequeno Henry voa em direção ao futuro carregando consigo o amor e o carinho de cada um dos profissionais que cuidaram dele. Que assim com o Karem já estão com saudades.

Compartilhe: